Perguntas e Respostas Frequentes - FAQ

Perguntas e Respostas

Nesta seção iremos trabalhar as questões que mais são feitas para o Ministério Amizades Verdadeiras, lançaremos inicialmente uma pergunta por semana.

AMS é a sigla para Atração pelo Mesmo Sexo. Termo muito utilizado nos meios acadêmicos para descrever a pessoa que se autodenomina Homossexual.

Não. Nós não defendemos a "cura gay". O Ministério Amizades Verdadeiras advoga pelo direito de cada pessoa viver em bem- estar emocional. Isso significa que uma pessoa que sofreu traumas emocionais profundos, e em decorrência disso desenvolveu certo grau de fobias, compulsões, ansiedade, depressão e autorrejeição, que a levaram a rejeitar seu ser ( incluindo seu gênero), tem direito de buscar e receber ajuda. Esta ajuda não se trata de cura da homossexualidade, mas sim de cura emocional. Frequentemente essa cura emocional leva a uma diminuição dos desejos românticos eróticos pelo seu mesmo sexo, e o começo de atrações heterossexuais.

Primeiro precisamos definir o que é "SER" homossexual. No MAV entendemos como "homossexual" a pessoa que assume a identidade 'gay' e decide viver na prática da homossexualidade. E entendemos como que possui a tendência homossexual , aquela pessoa que mesmo sentindo atrações pelo mesmo sexo não se identifica como 'gay' nem vive esse estilo de vida. A Bíblia nos mostra que é possível ter a tendência ao pecado sem contudo pecar ( Efésios 4:26 ). Então a mera tendência homossexual não é pecado, mas sim a sua pratica, quer por ações ou pensamentos. (Mateus 5:28)

É normal, para uma pessoa que experimenta atrações pelo mesmo sexo pensar que nasceu assim. Isso se dá porque o instinto para satisfazer necessidades de amor homo- emocionais e homo sociais podem começar muito cedo, assim que a criança percebe rejeição pelo genitor do mesmo gênero, não encontra aceitação no seu meio social entre outros diversos fatores possíveis. Muitos estudos foram feitos no sentido de tentar encontrar provas genéticas para a homossexualidade, entretanto até a presente data, nada foi comprovado cientificamente, neste sentido.

Os sentimentos homossexuais são uma expressão da necessidade de amor e aceitação por pessoas do mesmo sexo, que não foram satisfeitas na infância. Estas necessidades dão início a uma busca de amor homo emocional e homo social, que só poderá ter fim quando as feridas vêm à tona e são reconhecidas e trabalhadas. Quando isso acontece a atração pelo mesmo sexo diminui consideravelmente, podendo até mesmo desaparecer completamente. Em seu livro, "QUIERO DEJAR DE SER HOMOSEXUAL" de Joseph Nicolosi, traz o relato de vários homossexuais que passaram por esse processo e venceram. Nós aqui do MAV, a cada dia temos testemunhado que isso é possível.

O "ex-homossexual" Mikey Haley, em seu livro 101 perguntas sobre homossexualidade, descreve a situação mental de uma pessoa com AMS, como o "grau mais avançado de fragmentação, auto regulação, baixo autoestima e identidade imcompleta." Com tantos conflitos emocionais sem resolver, eles ficam suceptivos a desenvolver transtornos de ansiedade, depressão, comportamento compulsivo-obsessivo, entre outros.
Se sentem cada vez mais indignos da vida, e incapazes de ser como as outras pessoas. Se não recebem ajuda a tempo, muitos acabam desistindo da vida.

A princípio, quando alguém sai "do armário", tem a sensação de liberdade, alívio e encontro consigo mesmo (identidade). Mas infelizmente essa sensação não dura muito. Pois a busca de afeto paterno/materno não pode ser suprida por um namorado(a), o que levará a pessoa a continuar em busca por suprir essa carência, entrando num estilo de vida promíscuo e de dependência emocional, onde só perderá mais e mais a liberdade e identidade almejadas.

Sendo que a tendência homossexual nasce de uma busca reparadora (tentativa de repor amor homo afetivo paterno e social não recebidos adequadamente na infância) para proporcionar uma identidade de gênero satisfatória, é fácil entender como em nossa sociedade pós moderna, onde cada vez mais filhos de pais separados crescem distantes do pai ou da mãe, se manifestem com cada vez maior frequência pessoas com AMS. Além disso a luta pela igualdade total e funcional dos gêneros, junto com o bombardeio da ideologia de gênero, incentivando crianças e adolescente a provarem a homossexualidade, acaba criando um atalho no caminho para obter atenção e afeição do seu próprio gênero que tanto necessitam.